Caturra criada à mão, assassinada por gatos de vizinhos!!!

Este acontecimento deu-se a 21 de Setembro, mas só agora me lembrei de postar aqui.

“Bem hoje o meu dia começou péssimamente.
Acordam-me para dizer que a gaiola onde tinha a caturra estava no chão e não estava la a caturra.
Mesmo antes de ir lá ver suspeitei logo de gatos, pois tenho uma vizinha que tem pelo menos 3 e estão sempre a volta do viveiro das minhas aves e atiram-se para as grades e tudo.
A caturra foi criada á mão com todo o carinho e dedicação, e por isso estava numa gaiola pendurada e não no viveiro com as outras como é óbvio.
Mas bem, fui logo falar com a dona dos gatos(tirei-a da cama xD) e contei o sucedido, disse que os gatos dela andavam sempre lá a rondar e a atirarem-se ás grades do viveiro e que tb tínhamos de ter as portas de casa sempre fechadas, senão eles apanhavam febras e outras coisas os lambões.
O que ela me diz:
Como prova que foram os meus gatos?
Eu respondi, olhe são esses 3 que estão ai a sua beira que andam sempre em minha casa nunca vi outros…
Disse que tb tinha um papagaio no valor de 1000 euros e que se o matassem ela tinha que mo pagar, e não é que ela torna a dizer, “como prova que foram os meus gatos?”
Eu dei-lhe a mesma resposta que em cima.
E eu, vai ter que fazer algo para resolver isso, não os quero voltar a ver na minha casa, se tem os gatos tem de ser responsável por eles…
Ao que ela me responde:
A mas os gatos não dão para prender como os cães são de andar a solta etc
Ao que eu lhe disse que isso era um problema dela e que ela tinha de o resolver.
E ela responde-me que vai ver o que pode fazer…omg

O que eu quero saber é que direitos eu tenho para ela não poder deixar os gatos dela ir para minha casa, pois se ela não fizer nada, vou ter que ir por outros meios…
Eu já não insisto que ela me pague a caturra, pois o amor e carinho que tinha por aquela caturra que criei á mão desde bebe não pode ser pago.
Não quero é que tal coisa se volte a repetir
Muito obrigado desde já a quem me possa ajudar”

Anúncios

Posted on 4 de Outubro de 2012, in Geral. Bookmark the permalink. 14 comentários.

  1. Lamento a sua perda, toda a gente que possua animais de estimação é responsável pelos danos causados em casa alheia, o ideal é arranjar um cão de guarda ou então uma espingarda de chumbos.( Esta ultima como sendo de ultimo recurso) Abraço e boas criações.

  2. Lamento, mas penso que se procurar resolver o assunto através da lei, não vai a lado nenhum. Ninguém melhor do que eu sabe o que custa viver perto de um dono de animais, irresponsável. Pois tenho um vizinho, dono de um cão arraçado de boxer com pitebull, que num espaço de um ano, atacou e mordeu um gato, um cão de grande porte, por duas vezes. Uma filha, que teve de receber tratamento hospitalar e curativo diáriamente durante mês e meio e o meu marido, que recebeu tratamento numa clínica privada. Tudo isto há 8 anos atrás e ainda espero o pagamento das despesas e que confine o cão. A entrada é comum e temos receio de entrar e sair de casa. Processamos o dono, apresentamos queixa na câmara de Santa Maria da Feira, que veio recolher o cão através do tribunal da Feira e 5 dias úteis depois voltou a entregá-lo, só porque o dono pagou uma multa. Ainda hoje e depois de várias queixas, porque depois disso mordeu mais 2 pessoas que passavam na rua, o cão continua à solta! Por isso, digo-lhe que não espere nada da justiça.
    Desejo sinceramente que consiga resolver o seu assunto, porque a lei diz que os donos de animais, são totalmente responsáveis por eles. O problema é fazer cumprir a lei, porque neste caso, o dono é que não obedece à lei e já ninguám faz nada.

    • Bem o seu caso é bem mais grave!!!
      Se o cão atacou pessoas, o dono tem de ser chamado á responsabilidade, não digo abater o cão porque eu acho que os animais não têm culpa, mas sim os donos que os poêm bravos e por isso têm de os prender.
      É mesmo caso de policia, o dono do cão devia era de ser preso.
      Já tentou contactar a televisão? Ás vezes passando na TV as coisas andam pra frente, é só uma ideia.

      Quanto ao meu caso, bem já fiz muita coisa, em 1º lugar fui á junta de freguesia para ver se eles podiam resolver, o presidente da junta disse que era invasão de propriedade e destruição de bens e por isso era caso para a gnr.
      Fui á gnr e o senhor pergunta-me se quero mesmo apresentar queixa, pois se apresentar queixa tinha de pagar advogados etc, e eu não tenho dinheiro para isso. Mas o gnr disse-me que nestes casos é palavra de um contra palavra de outro e o arguido acaba sempre por ser absolvido LOL, minha nossa fiquei fulo da vida por viver neste país!! E ainda me aconselhou a comprar uma arma de chumbos e dar umas chumbadas nos gatos LOL.
      Depois disso, como tenho um cão (x-boxer) muito meiguinho (morcão de mais xD) decidi soltá-lo em casa que ele assim escurraçava os gatos que ainda insistem em se atirar ao viveiro dos pássaros e já me feriram uma rola, e não é que o cão fugiu!
      Apesar de a casa estar vedada, a minha irmã ao sair de carro não se lembrou que o cão andava á solta e ele fugiu pelo portão, minha nossa fiquei mesmo chateado, como o cão que já tem 11 anos nunca saiu de casa sozinho, só sai de casa para o passear de trela, ele não sabia voltar para casa, não tem orientação nenhuma.
      No dia a seguir ao desaparecimento vejo os gatos novamente atrás dos pássaros, passei-me e fui mandar vir com a vizinha dona dos gatos que já não suportava os gatos dela lá em casa e que por causa disso (indirectamente) o meu cão tinha fugido, e não é que ela me acusa do desaparecimento de um gato dela, fiquei mesmo passado, a mulher é tola só pode, depois vim a saber que um gato tinha sido atropelado perto de minha casa, se era o dela não sei…
      O que é certo é que eu não fiz mal nenhum a gatos, apesar de ter pensado em fazer, mas como os animais não têm culpa….
      O meu cão esteve desaparecido 3 dias, pensei em nunca mais o ver, até que um refúgio de animais me contacta a dizer que o encontraram (pois eu tinha colocado papeis nos cafés), bem fiquei todo contente, mas coitado do meu cão, como ele é tão mansinho e não sabe andar na estrada, quando o encontraram ele não andava com as patas de trás e estava sempre a tremer de medo e fazia chichi de tanto medo, não sei se foi atropelado ou não, o que é certo é que agora se encontra bem, não tinha nada partido.
      O que eu vou fazer para solucionar o meu problema é fazer uma vedação só na parte de trás da casa, que é onde tenho os pássaros e soltar lá o cão, que assim os gatos já não me atacam os pássaros. Com a vizinha não dá para falar e como vivemos neste país, só assim vou resolver o meu problema…

      Espero mesmo que consigas resolver o teu Deolinda.

      • O seu caso situa-me no meu. Digo-hle que com vizinhos destes só dá vontade de vender a casa e ir para longe. Há pessoas que me aconselharam a chamar a comunicação social, outras a fazer desaparecer o cão, mas como o senhor diz, os animais não têm culpa. Estamos de relações cortadas com esse indivíduo, pois foram várias as discussões ao longo dos anos. Houve um processo em tribunal e nem o indivíduo, nem o seu advogado compareceram e ganharam o caso!!!??? Mesmo com todas as provas que apresentamos tais como: declaração hospitalar, declaração veterinária, fotos, testemunhas verbais e até as cópias das várias cartas que a Câmara lhe enviou como a: obrigar o registo do cão (segundo a vet. do referido cão, que é a mesma dos meus animais) na altura ele pesava 54 kgs, seguro do cão, colocação do chip e a proibição de o soltar, com a obrigação de o confinar. Por uns tempos ele obedeceu, mas entretanto cansou-se e voltou a soltá-lo. Já contactei várias vezes a Drª Ana Santos, advogada da câmara, que é a pessoa que tratou deste caso, que me mandou comprovar em como o cão continuava sendo solto. O que eu fiz, com fotos e vídeos. Entretanto recebi uma carta da câmara dizendo que já lhe meteram um 2ºprocesso em tribunal. Isto à 8 meses atrás. E até hoje está tudo igual! Também quero dizer no meio deste tempo vieram 2 elementos da GNR , o veterinário do canil e 1 ajudante e um funcionário do tribunal recolher o cão, mas 5 dias útreis depois o dono conseguiu trazê-lo para casa novamente. Quer eu, quer a própria GNR ficamos estupefactos. Assim que chegou a casa a primeira coisa que o dono fez foi trazê-lo à frente da minha casa para defecar, claro que numa de provocação. Quando lhes chamo a atenção por o cão andar à solta, insultam-me do piorio, difamam-nos, etc.. Temos chorado lágrimas de sangue. Queria eu ver o indivíduo na cadeia! Mas para ele cadeia é normal, pois já esteve preso por 4 vezes. Por burlas e documentos falsos. E o mais engraçado é que se meteu na igreja e é um senhor (aparentemente). Desejo sinceramente que consiga resolver o seu caso, mas sinceramente eu não acredito, porque estamos num país de m…, onde as pessoas de bem são como que marginalizadas. Cumprimentos e tudo de bom.

  3. Se os gatos dessa senhora costumavam andar à volta da gaiola e se atiravam às grades, é porque a respectiva dona não os alimentava convenientemente.
    Os gatos são caçadores por natureza e o seu instinto fá-los reagir aos movimentos, especialmente movimentos rápidos e curtos. Contudo, perante aves, hamsters ou outro qualquer animal em gaiola, gatos bem alimentados reagem quando eles são uma novidade, e sobretudo com curiosidade; mas após um ou dois dias, eles já se habituaram e praticamente nem ligam porque,como não têm fome, não vêm o animalzinho como caça.
    Eu tenho 6 gatos, periquitos e uma aratinga. Também já tive canários e caturras. A aratinga passa a noite, ou o dia quando está chuva e vento, numa gaiola com rodinhas na mesma divisão que um dos gatos (que por ser FELV e FIV positivo não pode ficar em contacto com os outros) e o gato nem lhe liga. Uma das gatas adorava dormir sobre a gaiola dos canários. Actualmente, eles demonstram muito interesse pela zona da gaiola dos periquitos (está a 1,5m do chão) mas porque costumam aparecer murganhos para comerem as sementes que caem e eles gostam de brincar com eles. Como tenho o cuidado de os ter bem alimentados (em quantidade e qualidade) parece que eles entendem que os animais em gaiola não são “comida”. Tenho vizinhos com aves em gaiola e eles reagem da mesma forma. Nesta foto podem ver como se portam perante um melro bebé que foi encontrado na estrada e que alimentei até poder voar e alimenta-se sozinho. https://www.facebook.com/photo.php?fbid=107177312634789&set=a.107119459307241.12959.100000275618565&type=3&theater
    Isto tudo para que fique claro que um gato bem tratado, embora continue sendo um predador, não é tão agressivo e violento como esses gatos foram.

  4. Amigo, já tive problemas semelhantes e ao pé das minhas gaiolas pus remédio dos caracóis misturado com atum resolveu logo, Adeus Gato!! agora o dono que chore a ver se me preocupa.

  5. Alexandre!!! Você é uma grade BESTA!

    Deolinda, concordo consigo, é lamentável este pais… Desejo melhor sorte para si a para a sua família.

    Concordo com a Fátima em 100%

    Barllok, a ultima opção pareceu-me a mais sensata.

  6. Olhe o que eu faço e por tojo em cima das gaiolas e eles não chateiam os pássaros senao picam-se .

  7. Remédio dos caracóis com atum xD
    Amigo eu TIVE, mais ou menos o seu problema por duas vezes.
    Eu moro numa casa e não tenho quintal, mas tenho uma marquise bastante grande e com janelas a toda a largura que costumam ficar abertas durante o verão e, como muita gente (pelos vistos) estou cheio de gatos à volta da minha casa. Por duas vezes gatos caíram na asneira de entrar na marquise ( e felizmente estava em casa para ouvir os pássaros a pedir socorro).
    Não vou dizer que não é um remédio ortodoxo, mal ouvi o pássaros (até parece que adivinhei) peguei no chinelo e tau uma paulada no lombo do gato, nunca mais os vi, já que se voltasse a ver o mesmo duas vezes, sem duvida nenhuma que pegava na espingarda.
    Os gatos são vadios e não tenho ninguém para me ir queixar, e mesmo que tivessem dono, não avisava mais de uma vez.
    Quanto à morte da ave,no fim de tudo é a parte mais chata.

    Apesar de ter sido postado já à bastante tempo não pude deixar de comentar.

    Cumps,
    Alberto Peixoto

  8. Incrivelmente incrível!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  9. bom dia e triste perder um amigo assim mas ja tive esse problema com gatos resolvi muito fácil comprei armadilha para caçar gatos depois de os caçar levei ao gatil mais próximo pois os animais não tem culpa de ter donos inconscientes . não precisamos fazer mal basta seguir o que achamos melhor caso de um cão chamar autoridade pois o dono será multado assim aprende lição abraço nunca façam mal aos animais um bom domingo

  10. joaomgois@gmail.com

    faça como eu arranje um casal de pastores alemães, já fizeram o mesmo a dois gatos, paciência vieram para o meu quintal.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: